terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Quem sou eu

Sou realista, sincera demais. Apesar de achar que sinceridade pode não ser uma qualidade por completo, e sim uma complicação. Ela é desejada, mas até os que a desejam, não estão preparados para tal. Prefiro ouvir uma sinceridade nua e crua, dolorosa, do que ser enganada.
Odeio sentimentos fracos, sem intensidade, nem vida. Gosto de sentir o que ainda não senti, são tantos meios e modos, tantas coisas a serem descobertas.
Não gosto de conformismo, muito menos conformismo barato, apesar de ser conformada. Conformada com o que eu demorei a me conformar, luto primeiro. Antes, deve-se desobedecer, certas desobediências são desejadas, esperadas, pra que aceitar de cara, tudo? Tento até chegar à desesperança, então é hora de parar, e se conformar. Mas não com o que você não conseguiu, e sim estar conformada com si própria, que chegou o limite.
O que me tira do eixo, me descarrila, tira o meu tino, me disparata, me satisfaz. Me ganha, me conquista de uma forma violenta, repentinamente, me levando pelos ares. Gosto de ter a minha alma satisfeita, só assim, naturalmente, vem a afeição dedicada e constante, leal, fiel. Como um feitiço, encanto, mágica.
Gosto do contato, contato verídico. Pois é possível muito bem encostar, e não sentir. É preciso perceber com atenção e minúcia, apreciar o gosto, o gosto do toque.
Preciso de estímulos, novidades, reciclagem, engano, ilusão, desilusão. Expor pensamentos, palavras, idéias, músicas. Preciso me colocar em evidência, me arriscar, me sujeitar, correr perigo, tirar algum sentimento, mesmo que sem sentido, de algum lugar. Acertar, errar, quebrar a cara e depois emendar...
Necessito de emoções que me somem algo, da onde eu possa tirar experiência, que me amadureçam... Desabrochem inspiração.
Sou um pouco de tudo: tudo, de um pouco; de um pouco, tudo.

5 comentários:

  1. pam, adorei seu blog, e seu texto também. sou fascinada por auto-descrições, auto-análises e tudo mais. parabéns, tá tudo lindo e super bem escrito. um abraço

    ResponderExcluir
  2. ótimo começo para seu blog, um texto de muitíssimo bom gosto e deveras bonito. Demonstra o quão aventureiro é seu espírito. Continue assim. :*

    ResponderExcluir
  3. Lindo texto, percebe-se que você é uma pessoa intensa, inteira, completa. Isso é ótimo, há então um gosto do perigo, do desconhecido.. Explorar os extremos da vida, se sujeitar a viver ! Se você for assim, é maravilhosa ...

    ResponderExcluir